endodontia

Endodontia: o que trata essa área da Odontologia?

A Endodontia é a área da Odontologia responsável por atender os pacientes que se queixam de dor no dente. Mesmo que cuidar dos dentes pareça uma tarefa simples, existem várias áreas e cada tratamento exige um tipo de profissional. 

Hoje é possível encontrar profissionais da odontologia de várias áreas, aqueles especializados no tratamento de crianças e também aqueles que cuidam da saúde bucal dos adultos. Mas é o profissional da Endodontia responsável por cuidar da estrutura dentária. 

endodontia

Para saber mais sobre cursos e profissões, clique agora em https://matriculas.estacio.br/inscreva-se/forma-de-ingresso e escolha seu futuro!

O que é a Endodontia?

Quando as pessoas sentem dor no dente, eles procuram pelo auxílio de um dentista. Mas durante essa consulta, pode acontecer dos profissionais indicarem um especialista em Endodontia. 

Nesse momento, é comum que os pacientes tenham dúvidas sobre o que se trata essa área. Primeiramente, o significado de “Endo” é “dentro”, então , como o próprio nome sugere, esses profissionais realizam tratamentos internos do dente. 

São eles os responsáveis por tratar as lesões do dente, além de algumas doenças que envolvem a polpa e a raiz. De maneira geral, é o procedimento conhecido popularmente como “tratamento de canal”. 

Para seguir na área de Endodontia, é necessário se graduar em Odontologia e se especializar. Assim que os profissionais passam por essa etapa, podem ser chamados de endodontistas. 

Vale ressaltar que todos os dentistas podem fazer tratamento de canal, mas é o endodontista que conhece todas as técnicas necessárias, assim como os casos para realizar o tratamento necessário. 

Por esse motivo, é comum que um dentista, que não é especializado em endodontia, encaminhe seu paciente com dores específicas no dente para um amigo especialista na área. 

Por que é necessário cuidar da polpa do dente?

Segundo especialistas, a polpa é a parte viva de nosso dente. E, quando essa parte do dente é afetada, seja por um trauma ou agente agressor, é comum que os pacientes sintam fortes dores na região. 

Além disso, quando acontece um agravamento no estado inflamatório, o quadro do paciente pode se transformar em uma necrose pulpar. Isso acaba abrindo espaço para que a bactéria se prolifere, causando mais problemas. 

Em quais casos o endodontista pode ajudar?

O profissional especializado em Endodontia é chamado de endodontista. Normalmente, os pacientes são encaminhados para esses profissionais em casos de tratamento de canal, mas não é o único procedimento realizado por eles. 

Afinal, quando os pacientes apresentam sinais de dores com longas durações, fica claro que há algo errado na polpa do dente. Nessas situações, é necessário fazer uma intervenção endodôntica. 

Além disso, esses problemas podem ou não serem causados por carries. E, no momento em que o paciente relata o histórico do edema, esse é um dos indicativos de que existe a necrose pulpar. 

Por fim, segundo especialistas, no caso de quedas ou traumas dos dentes, tanto em adultos quanto em crianças, recomenda-se o tratamento endodôntico. Sendo assim, sempre que a polpa é atingida, deve existir a intervenção desses profissionais. 

Como funciona o tratamento endodôntico?

Atualmente, com o avanço das tecnologias e técnicas na área, o paciente não precisa temer um tratamento endodôntico. Então, se você sentir dores no dente, lembre-se de entrar em contato com um profissional especializado em endodontia. 

O tratamento é indicado após uma avaliação em uma clínica especializada, assim como uma radiografia no local da dor. Em todo caso, existe um passo a passo do tratamento endodôntico, são eles:

  1. Primeiramente, os pacientes são anestesiados. Logo depois, os profissionais utilizam a caneta de alta rotação, que torna possível o acesso no dente até a câmara pulpar.
  1. Assim que eles passam pela primeira etapa, os profissionais já conseguem visualizar o comprimento da raiz que deve ser tratada. Para isso, existem vários equipamentos tecnológicos, que facilitam muito o tratamento. 
  1. Para que seja feita a instrumentação do canal, existem várias técnicas aplicadas pelos profissionais. 
  1. Assim que os profissionais finalizam a etapa da instrumentação, eles partem para a obturação do canal. Nesse momento, um tipo de “borracha” é utilizada para que o local seja vendado. 

Pronto! O tratamento endodôntico já está finalizado. Depois disso, o paciente deve pensar na reabilitação de seu dente. 

endodontia

O tratamento endodôntico dói? Quanto tempo ele dura?

Como citado anteriormente, graças a aplicação da anestesia pelos profissionais de Endodontia, o tratamento de canal não dói. Mas existem alguns casos em que há a inflamação pulpar, sendo necessário utilizar a anestesia intrapulpar. 

Porém, na maioria das situações, o tratamento é realizado de maneira simples e sem complicações. Vale ressaltar que, no caso de inflamações, os profissionais interrompem o tratamento e prescrevem antibióticos antes de voltar a mexer no dente. 

O tempo de duração desse tratamento também costuma ser rápido. Afinal, graças às novas técnicas e tecnologias, esses procedimentos não levam mais de duas sessões para serem finalizados, dependendo do caso. 

Mas é claro que o tempo de tratamento varia de caso para caso. Os aspectos considerados são a complexidade do dente e o tipo de técnica utilizada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *